segunda-feira, 5 de abril de 2010

Vai Comprar Câmera Fotográfica Digital?

 
O Que Conta na Compra de Uma Nova Câmera Fotográfica Digital?

 

"1º) Megapixels: Qualquer coisa acima de 5M já é suficiente se vc vai ver a maioria das suas fotos no monitor do seu micro ou se vai imprimir fotos em 10X15. Talvez vc precise de no máximo 8M se vc não é profissional e pretende fazer ampliações. Acima disso é praticamente inútil.

2º) Rapidez: Compare o tempo de tirar a foto depois que vc apertou o disparador e quantas fotos ela faz por segundo (fps). Estas características estão associadas além do software, ao mecanismo da máquina, um dos itens mais caros na sua produção. Muitas vezes isso é essencial para um bom instantâneo. O tempo de captura da foto deve ser algo bem abaixo de 1 segundo. A câmera deve possibilitar pelo menos uma foto por segundo (medido sem uso de flash), porém não se surpreenda se encontrar câmeras que tiram mais de 15fps.

3º) Cores, contraste e nitidez: São a essência de uma boa foto, vem da combinação de boa lente, valendo 80%, bom sensor (que define os megapixels) e software, que valem outros 20%. Nikon e Canon produzem excelentes lentes, Sony se associou a Karl Zeiss e Panasonic em algumas câmeras usa lentes Leica. Dê preferência a produtos destes fabricantes, mesmo que custem um pouco mais.

4º) Recursos adicionais importantes que não fazem parte da foto, mas ajudam e muito a obtê-las: Estabilizadores de imagem e zoom, melhor se forem óticos e não eletrônicos. Redutor automático de olhos vermelhos (não é no flash e sim no software interno), detector de sorriso/rosto, gravação de clips de vídeo em HD (High Definition, mais de 720 linhas progressivo ou 720p). Boa sensibilidade a luz sem gerar ruído na imagem, bom fash, atingir pelo menos ISO 1600.

Esqueça um pouco o preconceito com aquelas câmeras grandes, com lentes enormes, vistas em mão de fotógrafos profissionais. Elas são quase sempre do tipo SLR (single lens reflex), que permitem ver exatamente a imagem que vai ser capturada/fotografada. Além disso, permitem a troca das lentes, são cada vez mais baratas, tem alguns modelos menores, tem se tornando mais simples de operar e já incorporaram recursos que as permite serem usadas como uma “aponte e bate” ou point and shoot (PS), categoria das que estamos acostumados. As SLRs têm lentes que produzem excelentes fotos e mecanismos rápidos, e, recentemente passaram a incorporar recursos das point and shoot como gravação de vídeo, e outros normalmente desprezados pelos profissionais.

Tamanho da câmera e sua portabilidade, não farão parte da foto que vc vai guardar e ver daqui a alguns anos, se lamentando por não ter uma boa imagem por conveniências de momento. A portabilidade na verdade só interessa no limite carrego-ou-não-carrego minha câmera. Lembre-se que diminuir o tamanho em produtos de tecnologia significa, quase sempre, perda de funcionalidade ou aumento de preço.

Na categoria SLR, a Nikon impera seguida pela eterna segunda colocada Canon, seguida pela nunca em primeiro, mas sempre boa Sony. Nesta classe também tem algumas top$ (Leica, Hasselblad) e down$ (Lumix, Pentax, Sigma). Uma Sony DSLR-A230L ou a excelente Nikon D3000, podem ser adquiridas por menos de U$500, cabem na cota de turista e se um dia sua veia de profissional for despertada, elas estarão lá para um bom começo.

Já nas PSs, Canon inverte o jogo, Sony continua sempre a que jamais decepciona, Nikon e Panasonic aparecem em alguns destaques. Esqueça um pouco Samsung, Olympus, Fuji, Kodak e outras. Mesmo assim sobram algumas centenas de opções a serem avaliadas, sempre priorizando a boa foto (lente, velocidade, sensibilidade, software) a itens de conveniência como tamanho, cor, touch screen, que só ajudam no status com os amigos mal informados. Aqui os recursos de software tem múltiplos modos pré programados (retrato, paisagem, fogos, etc.,) e formas automáticas de with balance, exposição, cores, focalização, abertura e velocidade, etc., que ou não permitem ajustes manuais (ou não vale a pena fazer isso). Uma boa PS não pode ter preços próximos ao da SLR, por melhor que ela seja. Até U$300, por exemplo, é possível comprar a Panasonic Lumix DMC-TS1, câmera com bons recursos é a prova de água (não para mergulho. Só piscina e praia sem forçar), de quedas (1,5m, mas é melhor não forçar) e de poeira, embora alguns usuários reclamem que não deu muito certo. Zoom de 4,6X, face detector, corretor olhos vermelhos, vídeo HD. Outro bom exemplo é a Sony Cyber-shot DSC-WX1, marca queridinha dos americanos que, como eu sempre digo, nunca decepciona. Excepcional para fotos em baixa luminosidade, qualidade de imagem elogiada, rapidíssima e ultra portátil, zoom de 5X, corrige olhos vermelhos e faz vídeo HD (720p). Detecta face, sorriso, piscada (e acho que até dedo no nariz).

Mas se vc insiste em gastar mais e comprar uma PS Premium, dê uma olhada na Canon PowerShot S90. Muito elogiada pela qualidade de imagem e baixa distorção, excelente definição em baixa luminosidade e flash. Tem recursos como tirar foto com arquivo em formato *.raw, sem a compressão de informações de um *.jpg (o formato *.raw é padrão em fotografia profissional por retratar exatamente a imagem obtida). Pode ser utilizada sem ler o manual, mas tem a vantagem de poder ser utilizada no modo avançado, se vc quiser se iniciar em campos mais profissionais. Criticada só por não fazer clips em HD, ter um zoom apenas regular (3.8X) e pelo preço. Tem também as máquinas da categoria Megazoom (é outra categoria, meio esquecida) que tem o tamanho quase de uma SLR, só que com lente fixa. Um bom destaque é a Nikon Coolpix P100 com zoom de incríveis 26X e velocidade de quase 12fps, filme 1080p, (normalmente as PSs tem zoom de 4X, fotografam a 1fps e só algumas filmam a 720p), ainda com um bom estabilizador de imagem (essencial em zoom de 26X).”

Escrevi este texto para ajudar meu filho que viajou para os EUA e pretendia comprar uma câmera fotográfica digital. Espero que possa ajudar outras pessoas também.

texto escrito por RTelles em SP, 30/03/2010

Nenhum comentário: